CDS

Nuno Melo fala em "bloquização" dos socialistas

Nuno Melo fala em "bloquização" dos socialistas

O CDS-PP considera que a remodelação governamental, anunciada no domingo, "reforça uma ala muito à esquerda" do PS e "traduz uma certa bloquização" dos socialistas.

A remodelação tem "uma nota ideológica", "reforça uma ala muito à esquerda, o que traduz uma certa bloquização do PS", afirmou à Lusa o vice-presidente centrista, Nuno Melo, que é também cabeça de lista do CDS-PP às europeias, à margem de uma ação de pré-campanha para as eleições de 26 de maio.

Melo deu o exemplo de Pedro Nuno Santos, que subiu a ministro, para ilustrar o que considera "o reforço de uma perspetiva ideológica muito à esquerda no PS". São governantes que, "basicamente, no discurso, não de diferenciam muito da Catarina Martins ou mesmo do Jerónimo de Sousa", afirmou.

O candidato europeu e vice-presidente do CDS considerou preocupante esta "deriva à esquerda do PS" e lamentou que neste executivo de António Costa não existam hoje do "velho PS" dirigentes como Almeida Santos ou Mário Soares, um dos fundadores do partido em Portugal.