O Jogo ao Vivo

Premium

Palhinhas, cotonetes e louça plástica proibidas em julho de 2020

Palhinhas, cotonetes e louça plástica proibidas em julho de 2020

Sacos de maior gramagem, usados nas lojas, passarão a pagar contribuição ao Estado em janeiro do próximo ano.

A venda de palhinhas, de copos, de pratos e de talheres de plástico descartáveis e de cotonetes de plástico será banida a partir do segundo semestre de 2020. Também será proibido o fornecimento em restaurantes e noutros espaços públicos daquele material de uso único. O Ministério do Ambiente antecipa-se, assim, à diretiva da União Europeia, que interditará a comercialização destes produtos a partir de 2021.

Os portugueses terão de adquirir novos hábitos e optar por materiais mais amigos do ambiente nos próximo dois anos. E sentirão essa necessidade de mudança na carteira. Já em janeiro de 2020 será criada uma nova contribuição fiscal sobre os sacos plásticos de espessura igual ou superior a 50 microns, que se encontram de forma generalizada nos hipermercados.