Nacional

Passos Coelho "estreia-se" na UE logo após tomada de posse

Passos Coelho "estreia-se" na UE logo após tomada de posse

O primeiro elemento do novo Governo português a deslocar-se a Bruxelas para uma reunião europeia será logo o primeiro-ministro, para o Conselho Europeu da próxima semana, enquanto o novo chefe de diplomacia deverá "estrear-se" em Julho.

Dois dias depois da tomada de posse, marcada para terça-feira, o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho ruma a Bruxelas para participar na cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Europeia, que decorre entre quinta e sexta-feira, estreando-se assim na "alta roda" europeia logo após a entrada em funções.

Se não forem efetuadas alterações aos calendários da actual presidência húngara da União Europeia, que termina no final do corrente mês, e da próxima presidência polaca, que se inicia a 1 de Julho, quase um mês separará a primeira aparição em Bruxelas do primeiro-ministro e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, os líderes dos dois partidos do governo de coligação PSD/CDS-PP.

Paulo Portas, que já tem experiência de Bruxelas quando foi ministro da Defesa entre 2002 e 2004, deverá "estrear-se" como chefe da diplomacia numa reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros agendada para 18 e 19 de Julho, em Bruxelas.

Até ao final da actual presidência húngara da UE haverá apenas dois conselhos ministeriais, no Luxemburgo: uma reunião extraordinária de Competitividade e um encontro de ministros da Agricultura, que poderão assim assinalar a primeira presença "europeia" dos novos ministros da Economia, Álvaro Santos Pereira, e Agricultura, Assunção Cristas.

Já durante a presidência polaca da UE, "entrará em ação" o novo ministro das Finanças, Vítor Gaspar, que deverá apresentar-se aos seus homólogos europeus nas reuniões do Eurogrupo (países da Zona Euro) de 11 de julho e do Ecofin (27 Estados-membros) do dia seguinte, em Bruxelas, o último Conselho agendado até às férias de verão.