Anúncio

Pardal Henriques deixa de ser porta-voz do sindicato de motoristas

Pardal Henriques deixa de ser porta-voz do sindicato de motoristas

Com a entrada de Pedro Pardal Henriques nas listas do Partido Democrático Republicano, o advogado deixa de ser o porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas.

Em comunicado enviado às redações, Pardal Henriques revela que será o cabeça de lista por Lisboa do PDR e diz que quer esclarecer a sua agenda.

"Face ao exposto, e para que pelo menos a minha agenda fique esclarecida, (faltando esclarecer a do porta-voz da ANTRAM e das suas nomeações pelo PS), venho por este meio comunicar que a partir deste momento não serei mais o Porta-Voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas, por forma a não misturar o que poderia ser interpretado como campanha eleitoral", pode ler-se no comunicado.

Ainda assim, o advogado continuará a representar juridicamente o SNMMP, bem como o Sindicato dos Seguranças e Vigilantes de Portugal e o Sindicato Independente dos Trabalhadores da Rodoviária de Lisboa, entre outros.

No mesmo texto, responde às críticas de aproveitamento político durante as greves dos motoristas de matérias perigosas, dizendo que nunca teve a intenção de iniciar uma carreira política.

"Aqueles que não sabem como me atacar mais, dirão (como já disseram) que me quis aproveitar da causa dos motoristas para me autopromover. No entanto, quem me conhece sabe perfeitamente que defendo esta causa desde 2017", explicou.