25 de Abril

PEV saúda património de conquistas da atual solução política

PEV saúda património de conquistas da atual solução política

O deputado do PEV José Luís Ferreira saudou, esta quarta-feira, o "património de conquistas" obtido pela "solução" política atual, que considerou "mais próxima de Abril", no seu discurso na sessão solene comemorativa do 25 de Abril de 1974.

Intervindo na sessão solene no parlamento, José Luís Ferreira considerou que a revolução de Abril é "uma lição" que mostra que "quando se age a pensar no povo, o povo está do lado da decisão e de quem a assume".

"Não estranha por isso que os portugueses, depois de terem vivido quatro anos num verdadeiro sufoco, onde PSD e CDS retiravam nas reformas e nas pensões", disse, " souberam colocar os partidos responsáveis pelo alastrar desemprego, da pobreza e da fome, longe do Governo".

O deputado do PEV elencou o "património de conquistas" atingido pela atual solução política, apontando o fim dos cortes salariais e a reposição dos feriados como exemplos, mas frisou que "seria pouco provável" terem sido conseguidos "se o PS não estivesse condicionado" por outras forças políticas, nomeadamente pelos Verdes".

"Um horizonte que a solução, para a qual os Verdes também contribuíram, procura agora trazer de volta, com mais justiça social, com mais respeito pelas famílias e com mais respeito por quem trabalha", frisou.

O deputado disse que registar "com agrado o caminho já trilhado" mas destacou que "falta ainda muito", nomeadamente "acabar com os sorvedouros de recursos públicos" das parcerias público-privadas e "regionalizar o país".

"Falta ainda regionalizar o país e trazer de regresso as freguesias extintas pelo PSD/CDS", disse, afirmando esperar que aquele objetivo "não fique comprometido com o recente acordo entre o PS e o PSD".

Para o PEV, falta "também remover os obstáculos externos ao nosso desenvolvimento, desde logo o tratado orçamental", considerando que "ninguém entende" que o Governo decida "reduzir o défice para lá do que ele próprio estabeleceu".

O deputado sustentou que "há ainda um longo caminho a percorrer" e que "há condições" para que o país se aproxime "ainda mais de Abril", manifestando a disponibilidade do PEV para contribuir para esse caminho "enquanto o sentido for Abril".

ver mais vídeos