Nacional

PSD quer que "troika" deixe "margem de manobra"

PSD quer que "troika" deixe "margem de manobra"

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, desejou esta sexta-feira, em Riba d'Ave, Famalicão, que a "troika" que está a negociar o empréstimo externo a Portugal deixe "margem de manobra" ao futuro governo.

"Espero que do acordo com a troika fique alguma margem de manobra para o próximo governo", afirmou Passos Coelho, à margem de uma visita ao Hospital Narciso Ferreira.

O líder social-democrata apelou também ao Governo para que responda "em tempo útil", ainda durante a elaboração do programa eleitoral do PSD, às perguntas feitas por Eduardo Catroga em várias cartas.