Fogos

Qualidade do ar desce ao pior nível da escala em Aveiro

Qualidade do ar desce ao pior nível da escala em Aveiro

A qualidade do ar atingiu, esta quinta-feira, o índice "mau" no concelho de Aveiro, o pior na escala usada pela Agência Portuguesa do Ambiente. As zonas do Porto Litoral, Área Metropolitana de Lisboa e Setúbal apresentam um nível "fraco".

Os incêndios que afetam as regiões Norte e Centro têm contribuído para a degradação da qualidade do ar desde segunda-feira.

Às 15 horas desta quinta-feira, segundo informação do site "qualar.apambiente.pt", as concentrações de monóxido de carbono, de ozono e de partículas no ar nas localidades de Aveiro e de Ílhavo estavam a aumentar, mas não foram atingidos os limites para proteção da saúde humana.

Ainda assim, a região de Aveiro surge com um índice "mau", o pior numa escala de cores que vai do verde (muito bom) ao vermelho (mau).

As zonas do Porto Litoral, a Área Metropolitana de Lisboa (Norte e Sul) e Setúbal estão pintadas de laranja, o que significa um nível de qualidade do ar fraco.

As regiões do Centro Litoral e do Alentejo Litoral estão com índice médio (amarelo).

Este índice, disponibilizado pela Agência Portuguesa do Ambiente, é feito com base em informação recolhida pelas Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) nas estações que fazem a medição de poluentes, espalhadas por todo o país.

ver mais vídeos