Premium

Quatro morrem com novas drogas no organismo

Quatro morrem com novas drogas no organismo

Em 2016, o Instituto de Medicina Legal encontrou novas substâncias psicoativas no organismo de pelo menos quatro mortos.

Trata-se de substâncias como ketamina, piperazinas e triptaminas, que não estão enquadradas como estupefacientes ou compostos psicotrópicos pelas Nações Unidas, mas prejudicam a saúde. As autópsias revelaram ainda substâncias como álcool, canábis, morfina ou benzodiazepinas.

O estudo Novas Substâncias Psicoativas em Portugal, divulgado terça-feira pelo Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências, indica que os consumidores, sobretudo jovens, têm noção do perigo que correm ao ingerir estas substâncias, mas fazem-no porque as associam a diversão e a experimentação.