Seca

Reserva de água nos rios em Espanha subiu, mas ainda não é suficiente

Reserva de água nos rios em Espanha subiu, mas ainda não é suficiente

A reserva de água nas barragens espanholas aumentou pela segunda semana consecutiva e está a quase 40% da capacidade total, ainda longe dos níveis normais para a época.

Dados disponíveis no sítio da internet do Ministério da Agricultura, Pescas, Alimentação e Ambiente espanhol apontam para uma reserva hidráulica de 21.150 hectómetros cúbicos de água, depois de uma subida de 675 hectómetros, ou seja, 1,2% da capacidade total atual, na última semana.

Esta evolução resultou de valores elevados de precipitação e o Ministério assinalou o máximo em Santander, no norte do país, com 112 litros por metro quadrado.

Nos rios que partilha com Portugal, Espanha assinala uma reserva de 44% no Guadiana, aquele que apresenta a percentagem de capacidade mais elevada, de 37,4% do Tejo e de 30,2% no Douro.

Em Espanha, no Tejo, a reserva atual é de 4113 hectómetros cúbicos contra a média dos últimos dez anos de 5274, para uma capacidade total de pouco mais de 11.000 hectómetros cúbicos.

A reserva atual no Douro é de 2269 hectómetros cúbicos, para uma média na última década de 4187 e uma capacidade total de 7507.

No Guadiana, a reserva está nos 4083 hectómetros cúbicos, quando a média nos últimos dez anos foi de 5701 e a capacidade possível é 9261 hectómetros cúbicos.

ver mais vídeos