Saúde

Salas de parto na Maternidade Alfredo da Costa encerradas desde abril

Salas de parto na Maternidade Alfredo da Costa encerradas desde abril

O Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC) rejeita as declarações da bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, de que a Maternidade Alfredo da Costa (MAC) tinha encerrado três salas de parto por causa da passagem às 35 horas semanais no início do mês. As salas estão fechadas desde abril tendo em conta a procura e o número de profissionais disponíveis.

Fonte do CHLC assegurou ao JN que os números de junho indicam a realização de uma média de 6,7 partos por dia na MAC e que as cinco das oito salas que ficaram a funcionar são suficientes para satisfazer as necessidades. A mesma fonte sublinhou que são salas onde se realizam os partos vaginais e que as cesarianas são feitas no bloco operatório.

Em declarações à agência Lusa, a bastonária dos Enfermeiros afirmou que o encerramento das salas de parto na MAC se deveu à passagem para o regime das 35 horas semanais dos funcionários com Contrato Individual de Trabalho (CIT) no início de junho e que esta instituição também reduziu o número de enfermeiros por turno.

ver mais vídeos