Nacional

Sindicato dos Jornalistas denuncia agressões a jornalistas após Benfica-FC Porto

Sindicato dos Jornalistas denuncia agressões a jornalistas após Benfica-FC Porto

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) denunciou, esta segunda-feira, que "jornalistas, devidamente identificados e no exercício da profissão", foram agredidos no domingo, junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, após o jogo Benfica-F. C. Porto, e manifestou "total solidariedade".

Em comunicado, o SJ "condena as agressões de que foram vítimas alguns jornalistas, devidamente identificados e no exercício da profissão, no domingo, junto ao Estádio da Luz, após o jogo Benfica-F. C. Porto, manifestando total solidariedade e apoio legal aos camaradas em questão".

Aquela estrutura sindical acrescenta que "reportará os incidentes às entidades responsáveis pela segurança dos jornalistas no local, exigindo que sejam apuradas responsabilidades".

Na nota, o SJ lembra que, em fevereiro passado, o parlamento aprovou uma alteração do Código Penal que passou a considerar crime público "as agressões a jornalistas no exercício das suas funções ou por causa delas".

Esta alteração já foi promulgada pelo Presidente da República, pelo que os jornalistas passaram a integrar a lista de profissões com direito a proteção acrescida.

O SJ lamenta ainda, no comunicado, "o clima de hostilidade constante no futebol e a crescente violência que tem extravasado as quatro linhas e atingido os jornalistas em exercício de funções, de forma completamente injustificada", e apela para "que as entidades responsáveis continuem a refletir sobre este assunto e, sobretudo, ajam em conformidade".

Um golo de Herrera, aos 90 minutos, deu no domingo ao F. C. Porto a vitória no clássico com o Benfica, por 1-0, e devolveu aos "dragões" a liderança da I Liga portuguesa de futebol, na 30.ª jornada

A vitória no Estádio da Luz, em Lisboa, deixou o F. C. Porto no comando do campeonato, com 76 pontos, mais dois do que o tetracampeão Benfica, a quatro jornadas do final da prova.

Ainda antes do jogo, a operação da Polícia de Segurança Pública (PSP) registou três detidos por posse e deflagração de artefactos pirotécnicos.

ver mais vídeos