Acolhimento

Treze refugiados da Síria e Iraque chegaram a Portugal

Treze refugiados da Síria e Iraque chegaram a Portugal

Treze refugiados da Síria e Iraque chegaram esta quarta-feira a Portugal, provenientes da Turquia, ao abrigo do Programa Voluntário de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Num comunicado conjunto, da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa e do ministro da Administração Interna, explica-se que se trata de sete adultos e seis menores e que são os primeiros a partir da Turquia, no âmbito do programa.

Segundo o Governo, são três famílias e um cidadão isolado, acolhidos em Lisboa e Braga e que foram recebidos pela Câmara Municipal de Lisboa, pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados e pela Plataforma de Apoio aos Refugiados.

As 13 pessoas estavam na Turquia, sob proteção do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), e tinham integrado uma seleção feita, em novembro passado, por uma equipa do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e do Alto Comissariado para as Migrações (ACM).

Na altura as duas entidades fizeram 171 entrevistas a 39 famílias de nacionalidade síria e iraquiana.

A missão, como outra que fora feita no Egito, fez-se na sequência da resposta de Portugal a um pedido da Comissão Europeia aos Estados-membros de reinstalarem até ao fim do ano 50 mil pessoas que precisam de proteção internacional.

Portugal mostrou-se disponível para reinstalar até 1010 refugiados sob proteção do ACNUR na Turquia e no Egito.

Portugal recebeu já 127 pessoas no âmbito do Programa a partir do Egito, acolhidas por entidades como o Centro Português de Refugiados, Peaceful Paralell, vários municípios ou a Cruz Vermelha Portuguesa.

Segundo o Governo, em maio será feita uma última missão ao Egito e em junho uma missão de seleção à Turquia.