Premium

Um terço dos utentes não usa os cheques-dentista

Um terço dos utentes não usa os cheques-dentista

No ano passado foram desperdiçados 193 mil cheques-dentista. Administração Regional de Saúde do Norte é a que mais emite e utiliza esta forma de apoio.

No ano passado, quase um terço dos cheques-dentista não foram utilizados, num total de 193 mil. Depois de ter estabilizado na casa dos 74% nos últimos anos, a taxa de utilização caiu para 69,3%, em 2018, de acordo com dados facultados ao JN pela Direção-Geral da Saúde. Ano em que se atingiu um máximo de 629 mil cheques-dentista emitidos, 71% dos quais para crianças e jovens.

Para aquela taxa de utilização contribuiu, positivamente, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, com 77,3% dos 275 mil cheques emitidos a serem apresentados junto dos 4900 médicos-dentistas que colaboram com o Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO). Em sentido inverso, a ARS de Lisboa e Vale do Tejo viu a taxa de utilização cair para os 56,9%, num total de 188 mil cheques emitidos. Seguiu-se a ARS do Alentejo, com 57,7%; a do Algarve, com 60,8%; e a do Centro, com 75,9%.