Exclusivo

Intervalos digitais passados em frente ao ecrã

Intervalos digitais passados em frente ao ecrã

Com a maioria das escolas encerradas por força da pandemia desde janeiro passado, não foram apenas as aulas que migraram para o digital. O convívio entre amigos viajou dos corredores e dos espaços de recreio para o mundo fértil da Internet, onde crianças e adolescentes dominam um sem número de plataformas que utilizam em ecrãs de diferentes polegadas.

Sentada em frente ao computador e com o telemóvel pousado na secretária, Francisca Monteiro, de 14 anos, enumera mentalmente a quantidade de aplicações que utiliza no dia a dia.

"Se contar com o Zoom e com o Google Meet, tenho oito", detalha. No Facebook Messenger, tem o grupo dos escuteiros. No Instagram, estão os amigos da escola e, no WhatsApp, recebe as mensagens do centro de estudos. Mas há mais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG