O Jogo ao Vivo

Pandemia

Confederação das IPSS recomenda que idosos passem o Natal nos lares

Confederação das IPSS recomenda que idosos passem o Natal nos lares

A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) recomenda que sejam evitadas "as deslocações dos utentes a casa de familiares para os convívios natalícios e de Ano Novo".

Em comunicado, o organismo presidido por Lino Maia, alerta para o perigo de contágio da covid-19 e refere que, no caso de haver deslocações, o regresso "do idoso ou pessoa com deficiência" à instituição deverá ser acautelado para que "fiquem descartadas as possibilidades de infeção e de futuro contágio".

"As consequências podem ser devastadoras não apenas para aquele utente em concreto, mas para todos os outros utentes e para os trabalhadores", salienta o documento da CNIS. Os "contributos para a organização" da época natalícia surgem depois de muitas instituições terem pedido ajuda sobre os procedimentos a tomar.

Em vez da deslocação dos utentes para fora da instituição, a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade prefere ver "ajustados e enriquecidos" os programas de Natal e Ano Novo.

Excecionalmente, pode ser alargado o horário de visitas e aumentar o número de visitas, reforçar o recurso a vídeochamadas e permitir prendas. "Motivar a comunidade para alegrar os idosos com música, ranchos, coros e teatro desenvolvidos no exterior do edifício", são algumas das ideias partilhadas por Lino Maia. As redes sociais também devem ser usadas para transmitir festas de Natal e celebrações religiosas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG