Solidariedade

Matilde já angariou mais de um milhão. IRA vai dar sete mil euros

Matilde já angariou mais de um milhão. IRA vai dar sete mil euros

O núcleo IRA - Intervenção e Resgate Animal, que se dedica ao resgate de animais vítimas de negligência e maus-tratos, confirmou, na manhã desta segunda-feira, que vai doar sete mil euros para ajudar Matilde. A bebé de dois meses sofre de doença rara e precisa do medicamento mais caro do Mundo, que só está disponível nos EUA por 1,9 milhões de euros. Já foi doado um milhão e 294 mil euros.

O IRA já tinha avançado, na passada sexta-feira, que iria ajudar a bebé Matilde. O núcleo decidiu apoiar a família com o dinheiro que tinha angariado para a compra de uma carrinha de ajuda e recolha de animais em Lisboa. Na altura, já tinham angariado 6541 euros com a ajuda dos mais de 230 mil seguidores.

Como a utilização do dinheiro iria ser alterada, o grupo organizou uma votação para saber se os doadores e seguidores concordavam com a mudança e cerca de 83% aceitaram doar o valor à bebé. O IRA garantiu anonimidade total a quem quisesse reter a doação, sendo que bastava enviar um e-mail até o passado domingo, com o assunto "Eu não aceito" e um comprovativo. Apenas 25 euros dos iniciais 6541 não serão utilizados para ajudar a bebé.

O núcleo continuou a angariar dinheiro para Matilde até domingo com a ajuda dos seguidores. Na manhã desta segunda-feira, num outro comunicado, confirmaram a angariação final de sete mil euros para ajudar a menina. A direção do IRA também aderiu à causa e doou o valor que restava para fazer o número redondo, sete mil euros, porque detestam "andar com moedas", brincaram.

O IRA vai encontrar-se com os pais da bebé, ainda esta semana, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, para entregar o dinheiro pessoalmente e conhecer a bebé, que já tem um "body" personalizado do núcleo.

Caso Matilde não necessite do valor total angariado, o IRA irá doar o restante dinheiro a crianças que sofram da mesma doença.

Um milhão e 294 mil euros angariados

Matilde sofre de atrofia muscular espinhal tipo 1, a forma mais grave e avançada da doença, cuja esperança média de vida é de apenas dois anos. O medicamento "Zolgensma", que pode salvar a vida da bebé, custa cerca de 1,9 milhões de euros e é o mais caro do Mundo. Até agora, a família conseguiu juntar um milhão e 294 mil euros.

No Facebook, a página criada pelos pais da Matilde já conta com mais de 180 mil seguidores e com o apoio do ciclista, Rui Costa, que está a leiloar alguns dos equipamentos para ajudar a bebé.

Matilde nasceu no dia 12 de abril e com um mês e duas semanas foi-lhe diagnosticada atrofia muscular espinhal de tipo I, a forma mais grave da doença. "Esta doença é caracterizada pela degeneração e perda de neurónios motores da medula espinhal e do tronco cerebral, resultando em fraqueza muscular e atrofia e levando a insuficiência respiratória", disse a mãe, Carla Martins.

A bebé voltou a ser internada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, na quarta-feira, devido a dificuldades respiratórias. Foi para os cuidados intensivos, mas encontra-se "estável". Para ajudar, as pessoas podem fazer donativos para a conta PT50 0035 0685 00008068 130 56.