Reação

ISCTE diz que boneco era branco e ficou negro com bastonadas

ISCTE diz que boneco era branco e ficou negro com bastonadas

O ISCTE assegurou, esta terça-feira, que não se revê numa animação na instituição, que passou por bater num boneco com um bastão, e que essa figura era branca mas que ficou negra com as bastonadas.

O diretor da licenciatura de Gestão de Marketing do ISCTE - IUL (Instituto Universitário de Lisboa), José Pedro Dionísio, garantiu esta terça que a instituição não se revê "em situações de violência contra pessoas" e reconhece que "levantou algumas suscetibilidades" a animação colocada num dos corredores, que consistiu em bater num boneco com um bastão.

A imagem que está na origem da polemica:

No final do Marketing Journeys, organizado pelo NAMI - Núcleo de Alunos de Marketing do ISCTE-IUL e onde o boneco esteve presente durante segunda-feira e esta terça-feira, até ser retirado devido à polémica que causou, José Pedro Dionísio dirigiu-se aos estudantes para sublinhar "de uma forma muito clara que este tipo de valores não estão de acordo com valores do ISCTE".

"A animação tinha a ver com o bater no boneco. Naturalmente que não nos revemos em situações de violência contra pessoas. Relativamente a esta situação ser interpretada desta maneira, isso não está de acordo com os valores do ISCTE. Ainda por cima, deu-se o facto de o boneco à medida que ia levando pancadas ia mudando de cor e por isso estava com uma face maioritariamente negra", explicou à plateia.

"De maneira nenhuma nos revemos em relação a comportamentos do tipo racista", concluiu o responsável.

O boneco em causa foi colocado na segunda-feira, no arranque do evento, pela empresa "Smash it" que proporciona exercícios antistresse. Provocou contestação nas redes sociais, por incitar à violência e ainda por cima numa instituição de Ensino Superior.

Já após a notícia do JN, durante a tarde desta terça-feira, a figura foi retirada do ISCTE.