Nacional

Jaime Gama rejeita instabilidade política

Jaime Gama rejeita instabilidade política

Presidente da Assembleia da República considera que o primeiro-ministro tem dado os esclarecimentos políticos necessários sobre o caso TVI, rejeitando que a polémica ponha em causa a estabilidade política.

Questionado sobre se, como segunda figura do Estado, se sente satisfeito com as declarações do primeiro-ministro sobre a alegada intervenção do Governo na decisão da PT de adquirir a TVI, Jaime Gama afirmou que José Sócrates "tem dado os esclarecimentos políticos pelos quais ele é responsável".

"Não me parece que se esteja a furtar a dá-los. Ainda hoje aqui no plenário, questionado várias vezes sobre essas matérias, deu as respostas que considerou adequadas", disse.

O presidente da Assembleia da República defendeu que este caso não põe em causa a estabilidade política, fazendo questão de "desmentir formalmente" a manchete do jornal "Público" - segundo a qual a "credibilidade de Sócrates preocupa Jaime Gama", e que este "receia consequências do caso TVI no Governo e no partido".

"A estabilidade política caracteriza-se pela responsabilidade do Governo perante o Parlamento. Verifico que está a ser exercida como deve ser e como é exercida em qualquer democracia, através da prestação de respostas, esclarecimentos e de informação. Ainda hoje isso ocorreu", sublinhou Jaime Gama, aludindo ao debate sobre o Orçamento do Estado, em que deputados questionaram o primeiro-ministro sobre este caso.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG