Grande Conferência JN

Jerónimo avisa que Portugal "corre risco de andar para trás"

Jerónimo avisa que Portugal "corre risco de andar para trás"

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, defendeu esta sexta-feira, que Portugal corre o risco de "andar para trás" se, perante um "gravoso sobressalto" da situação financeira internacional, não promover uma política de afirmação soberana.

Na Grande Conferência do JN, que decorre no Rivoli, o líder comunista defendeu uma "política patriótica e de Esquerda" e disse também que "basta pôr os olhos nos últimos quatro anos para ver o importante que foi o papel do PCP".

Jerónimo de Sousa alertou que é preciso "tirar o país da dependência e resolver problemas estruturais crónicos" que persistem no país, contestando, entre outros, os "fortes constrangimentos do euro e da dívida ".