PCP

Jerónimo critica PS por não aumentar salário mínimo

Jerónimo critica PS por não aumentar salário mínimo

Jerónimo de Sousa encerrou a Festa do Avante!, este domingo, com criticas ao PS por não aumentar o salário mínimo, considerando que este aumento é inadiável.

"O aumento do Salário Mínimo Nacional para os 658,20 euros não pode ficar dependente da recusa do PS em encontrar as fontes e financiamento que garantam a estabilidade da Segurança Social", defendeu Jerónimo de Sousa durante o comício de encerramento da Festa do Avante!, considerando inadiável este aumento, bem como o aumento das reformas.

O secretário-geral do PCP deu um recado a António Costa, ao mostrar-se contra o encerramento da refinaria de Matosinhos. "É preciso uma reindustrialização do país, em vez de uma desindustrialização a que assistimos todos os dias, e como é exemplo a refinaria de Matosinhos". O líder comunista considera que o despedimento coletivo nesta unidade industrial mostra a complacência e cumplicidade do Governo PS com as forças políticas mais à direita no Parlamento.

"A operação concertada entre as forças do grande capital e as forças políticas que o apoiam confirma o que o PCP há muito afirma, a política de direita, no que diz respeito aos interesses do país, falhou", declarou Jerónimo de Sousa.

A três semanas das eleições autárquicas, Jerónimo de Sousa atacou os movimentos independentes que concorrem às câmaras municipais, os "arranjos de circunstância". "Não nos escondemos como outros fazem em falsas listas de independentes", disse o secretário-geral do PCP durante o comício de encerramento da Festa do Avante!, este domingo, na Quinta da Atalaia, no Seixal.

O aumento do salário mínimo para os 850 euros, o combate à precariedade, garantia de lares, creche gratuitas, maior oferta pública de habitação social e o aumento do valor do abono de família, são algumas das linhas do PCP para o futuro.

PUB

Manuel Rodrigues, diretor da Festa do Avante! considerou que o evento voltou a ser "tranquilo e seguro, silenciando boicotes e contrariando os que não queriam que a festa fosse realizada". O dirigente comunista afirmou que a Festa do Avante! foi a "maior iniciativa política cultural realizada no país em 2021".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG