Política

Joacine admite fazer as cedências para melhorar relação com órgãos do partido

Joacine admite fazer as cedências para melhorar relação com órgãos do partido

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, afirmou este domingo que está disponível para fazer as cedências que "forem necessárias" para melhorar as relações com os órgãos do partido.

Em declarações aos jornalistas no final do IX Congresso do Livre, a deputada considerou que "esta época irá obviamente ser uma época ainda um bocado agitada".

No primeiro dia da reunião magna que aconteceu em Lisboa, no sábado, os congressistas decidiram adiar a decisão sobre a retirada da confiança política à deputada, como propôs a Assembleia, numa resolução.

Joacine Katar Moreira considerou que, daqui para a frente, as partes vão necessitar de conversar e encontrar-se "imensamente" e "regularmente", bem como decidir "o que é preciso alterar, o que se pode melhorar.

Na resolução, a Assembleia queixava-se precisamente de falta de disponibilidade e respostas por parte da deputada aos contactos feitos.

"E, especialmente, é preciso que haja cedências de parte a parte, e eu ainda estou disponível para isso", adiantou, comprometendo-se a fazer as cedências que "forem necessárias para não inviabilizar a confiança que os eleitores depositaram" no Livre.

"Mas qualquer cedência da minha parte precisa de ser no que diz respeito ao meu trabalho e precisa de ser obviamente com base na verdade absoluta", alertou, advogando que "o que não houve foi exatamente isso".