Pandemia

Jovens sem aulas não encheram centros comerciais

Jovens sem aulas não encheram centros comerciais

Não houve enchentes nos centros comerciais - nem sequer a habitual afluência de jovens em férias - no primeiro dia do período de contenção imposto pelo Governo para tentar travar a propagação de casos de covid-19 após os convívios do Natal e Ano Novo.

À hora do almoço, não havia no Via Catarina, no centro do Porto, o corrupio que costuma marcar os dias de trabalho e de aulas. Na praça da alimentação, dificilmente se viam grupos de jovens estudantes, apesar de o início do período letivo ter ficado adiado para o próximo dia 10. As mesas encheram-se, sobretudo, com famílias e casais, mas nas lojas havia pouco movimento.

Em Matosinhos, também o centro comercial Norteshopping, registava pouca afluência para esta época do ano, e depois do almoço havia ainda menos gente a circular do que na segunda-feira a seguir ao Natal, após a proibição dos saldos nas lojas.

Os jovens estudantes eram igualmente poucos no maior centro comercial do Norte. Luana Santos, aluna do 9º ano na Escola Secundária da Senhora da Hora, avançava uma explicação: "alguns colegas estão fora, na aldeia". A jovem de 14 anos tinha ido ao Norteshopping "almoçar e dar uma volta" com o namorado, João Tondela, da mesma idade e também da Senhora da Hora, e ambos observaram que o centro comercial "não tinha muita gente".

A frequentar a mesma escola, o trio de amigos Vítor Medina, Pedro Albuquerque e André Teixeira, de 17 anos, chegavam pelas 14.30 horas, mas, apesar do período extra de férias, não iam ao Norteshopping por lazer. "Viemos fazer o teste [à covid-19], para estarmos em segurança", explicaram, garantindo que, depois, iriam imediatamente para casa, de forma a cumprir o período de contenção.

Fernando Duarte e Henrique Araújo, de 16 anos, também eram dos poucos jovens que, àquela hora, frequentavam o centro comercial, e só o fizeram porque já "é costume", uma vez que moram na Senhora da Hora. "Viemos passear e fazer compras", disseram os amigos e colegas de turma na Escola Secundária Fontes Pereira de Melo, no Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG