Premium

Lares de idosos inovadores que conseguem fintar a covid-19

Lares de idosos inovadores que conseguem fintar a covid-19

Opções diferenciadoras têm conseguido resistir à doença. Segurança Social quer aumentar lugares nas instituições e qualidade dos serviços. Quem inovar, terá mais apoios do Governo.

Entre os cerca de 2500 lares que existem em Portugal - os espaços que têm sido mais afetados pela pandemia -, há uma minoria que inova nas respostas à população idosa e tem conseguido fintar a covid-19. A pandemia forçou o país a olhar para a situação que se vive nas instituições dedicadas à terceira idade e o Governo decidiu aumentar os apoios a quem tiver respostas diferentes.

Muitos lares tradicionais são "depósitos" de idosos, lamenta o padre Domingos Costa, que tem dedicado os últimos 30 anos da sua vida a construir a aldeia de São José de Alcalar, em Portimão, para dar outras opções aos mais velhos. As 115 pessoas que atualmente habitam as 52 moradias têm alguma mobilidade e dispõem de diversos serviços, como lavandaria, cabeleireiro, biblioteca, fisioterapia e café, para as auxiliar no quotidiano. Para concretizar este "sonho", que foge à norma, o padre lutou contra "muitos problemas". Mas os idosos têm "direito a uma vida digna" e era preciso aquele lugar onde "são livres sem estarem isolados e desamparados", defende.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG