O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Lares decidem caso a caso se cumprem fim do isolamento

Lares decidem caso a caso se cumprem fim do isolamento

Orientação da DGS para saídas de idosos por mais de 24 horas gera dúvidas e receio. Versão foi corrigida no sábado.

Os lares vão decidir caso a caso se cumprem a orientação da Direção-Geral da Saúde (DGS) que dispensa do isolamento idosos que saiam por mais de 24 horas, quando forem dados como recuperados da infeção nos últimos 90 dias ou tiverem um esquema vacinal completo contra a covid-19. Ao JN, representantes do setor chamaram, por exemplo, a atenção para a necessidade de ter em conta o grau de risco do concelho onde está o lar. E há receios sobre a eficácia das vacinas. Sábado, dia com mais cinco mortes e 649 casos, surgiu uma versão corrigida da orientação.

A norma refere, nas saídas por mais de um dia, que os residentes recuperados no último trimestre não têm que fazer isolamento nem teste laboratorial. Os que completaram as vacinas também não têm que ficar isolados. E devem fazer teste laboratorial (nos termos dos pontos 30 e 31 relativos a novos utentes) que pode coincidir com o rastreio em curso no lar. Esta última parte foi acrescentada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG