Balanço

Ligeira subida no número de mortos e de infetados por covid-19 em Portugal

Ligeira subida no número de mortos e de infetados por covid-19 em Portugal

O número de vítimas mortais da covid-19 registou um ligeiro aumento nas últimas 24 horas. Subida verificada, também, nos casos positivos confirmados.

Segundo o boletim diário da DGS, nas últimas 24 horas morreram 16 pessoas devido à covid-19 em Portugal, elevando o total de 1231 para 1247. Foram confirmados mais 223 casos, para os atuais 29432.

Mais de metade das vítimas mortais nas últimas 24 horas foram registadas na região Norte, que com mais nove óbitos ultrapassou os 700 mortos por covid-19, concentrado agora 707, mais de metade do total nacional de 1247.

Depois de mais de uma semana a subir, tanto em casos registados como vítimas mortais, a Região de Lisboa e Vale do Tejo (RLVT) registou, esta terça-feira, mais três mortos, para um total de 282. No Centro há mais quatro mortos, passando de um total de 223 para 227.

As restantes regiões não registaram alteração no número de óbitos, mantendo-se o Alentejo com uma vítima moral, o Algarve e os Açores com 15 ambos. Na Madeira não há registo de falecimentos associados à covid-19.

A taxa de letalidade global é de 4,2% e a taxa de letalidade acima dos 70 anos é de 15,9%, anunciou o secretário de estado da Saúde, António Lacerda Sales, na habitual conferência de imprensa diária no Ministério da Saúde, na qual anunciou que Portugal fez, em média, 13 mil testes por dia à covid-19.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, 640 vítimas mortais são mulheres e 607 são homens.

Das mortes registadas, 838 tinham mais de 80 anos, 243 tinham entre os 70 e os 79 anos, 112 tinham entre os 60 e 69 anos, 40 entre 50 e 59, 13 entre os 40 e os 49 e um dos doentes tinha entre 20 e 29 anos.

Região de Lisboa e Vale do Tejo continua à frente no número de novos casos, registando 129, mais de metade dos 223 confirmados a nível nacional. Seguiu-se o Norte, com mais 76 e o Centro com mais 14.

No Alentejo foram registados mais dois casos positivos, são agora 243, enquanto o Algarve (356), os Açores, 135, e a Madeira, 90, não registaram qualquer alteração.

Há mais uma pessoa internada, são agora 629, mas são menos os internados em Unidades de Cuidados Intensivos, agora 101, menos quatro do que na segunda-feira.

Relativamente ao número de pessoas recuperadas, que registou um recorde de 1794 na segunda-feira, foi apenas registada mais uma alta, esta terça-feira.

Por concelhos, Lisboa ultrapassou os dois mil casos positivos (2018). Seguem-se Vila Nova de Gaia com 1510, Porto com 1326, Matosinhos com 1242, Braga com 1173 e Gondomar com 1058.

A nível mundial, pandemia do novo coronavírus já matou pelo menos 318.517 pessoas e infetou mais de 4,8 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 11:00 hoje, baseado em dados oficiais.

De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa, já morreram pelo menos 318.517 pessoas e há mais de 4.816.040 infetados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan.

A AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que um grande número de países está a testar apenas os casos que requerem tratamento hospitalar. Entre esses casos, pelo menos 1.755.700 foram considerados curados.