Covid-19

Linha de apoio psicológico atendeu 3229 chamadas de profissionais de saúde

Linha de apoio psicológico atendeu 3229 chamadas de profissionais de saúde

A linha de apoio psicológico do Serviço Nacional de Saúde, criada em abril no contexto da pandemia, atendeu 38912 chamas, das quais 3229 a profissionais de saúde.

A informação foi revelada pelo secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes. Durante a conferência das sextas-feiras, entre DGS e Ministério da Saúde, o governante sublinhou "a aposta forte no reforço da linha SNS 24, com um novo "call center", em fase experimental, mas quase a entrar em atividade, na Covilhã", e anunciou mais um, em breve, em Vila Nova de Gaia.

Sublinhando o reforço da linha SNS24, Serras Lopes sublinhou que a linha deve passar dos atuais "1350 profissionais de saúde para cerca de dois mil, ainda durante o outono, num ano que começou com cerca de mil pessoas ao serviço desta linha.

Luís Goes Pinheiro, secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, sublinhou que, na segunda-feira, a linha SNS24 bateu um recorde, ao realizar 10200 chamadas de triagem.

Segundo aquele governante, a linha SNS24 "tem um tempo médio de atendimento de 52 segundos, excetuando o período de março", no início da pandemia, cujo primeiro caso foi registado em Portugal há precisamente sete meses.

O secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa sublinhou a modernização feita na linha SNS24, como a criação de um novo algorítmo e a utilização de um robô para selecionar chamadas, que permitiram aumentar a capacidade de atendimento daquele serviço.

PUB

"No final de agosto, atendemos 43 mil chamadas. O pico aconteceu no final de setembro, com mais de 86 mil chamadas", disse Luís Goes Pinheiro, salientando que "os portugueses podem confiar na linha SNS24 para serem atendidos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG