Exclusivo

Lisboa replica rede alternativa de rastreio que nasceu no Norte

Lisboa replica rede alternativa de rastreio que nasceu no Norte

Técnicos de autarquias, militares do Exército e dentistas puseram em dia milhares de inquéritos epidemiológicos.

O projeto nasceu no Porto em novembro e rapidamente contagiou toda a Região Norte. E pela sua eficácia, vai agora também ser replicado em Lisboa e Vale do Tejo. Uma rede de rastreio de contactos alternativa à das autoridades de saúde colocou técnicos superiores de autarquias, militares do Exército e médicos dentistas a realizar inquéritos epidemiológicos a doentes com covid-19.

A tarefa entregue aos novos operadores (202 no total, mais 35 pessoas em serviço de retaguarda) é contactar, num máximo de 24 horas, casos confirmados, identificar contactos de alto risco e apontar medidas adequadas como o isolamento. Objetivo: quebrar cadeias de transmissão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG