PSD

Lista de Carlos Moedas com maioria absoluta no Conselho Nacional

Lista de Carlos Moedas com maioria absoluta no Conselho Nacional

A lista de Carlos Moedas ao Conselho Nacional teve 404 votos e conseguiu 42 mandatos em 70 no novo Conselho Nacional do PSD que este domingo será empossado no encerramento do 40.º Congresso do PSD no Pavilhão Rosa Mota no Porto.

Um bom resultado, mas que fica longe da "votação expressiva" que Luís Montenegro tinha pedido no sábado, atendendo a que, desta vez, só se apresentaram a votos sete listas, contrariamente às 11 do último congresso. A lista de Rui Rio em dezembro conseguiu 563 votos.

A lista A encabeçada por Carlos Moedas, e de que fazem parte nomes do passismo como a ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, e a antiga deputada Teresa Morais, conquistou 404 votos e 42 lugares no Conselho Nacional do PSD, apurou o JN junto de fontes partidárias.

A segunda lista mais votada foi a lista B, encabeçada por José Matos Rosa, que teve 101 votos e 10 eleitos.

A terceira mais votada foi a lista C de André Pardal, antigo deputado e que inclui Joaquim Biancard da Cruz e Duarte Marques: teve 63 votos e seis eleitos, o mesmo número de eleitos que a lista J (66 votos), encabeçada por Pedro Veiga, da Juventude Distrital de Aveiro.

A lista D encabeçada por Luís Rodrigues conseguiu 35 votos e três eleitos.

A lista V de Luis Miguel Gaspar Matos Soares conseguiu 25 votos e elegeu dois membros

PUB

A lista I, encabelada por Nuno Ezequiel Pais conseguiu 15 votos e um lugar no Conselho Nacional.

O Conselho Nacional tem 70 membros e 15 suplentes, além de um conjunto de lugares por inerência, onde se incluem 10 representantes da JSD, 5 dos TSD, 5 dos representantes do Autarcas Social-Democratas, os deputados e líderes distritais, entre outros. Houve 721 votos, sendo 709 votos válidos.

Havia três listas a votos para o Conselho de Jurisdição Nacional, tendo a lista A, encabeçada por José Matos Correia e afeta à Direcção, conseguido 508 votos. A lista B, encabeçada por José Miguel Bettencourt, 155 votos e a lista P, encabeçada por Pedro Vieitas Antunes, 32 votos.

A Comissão Política Nacional foi eleita com 661 votos a favor dos 721 votantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG