Política

Listas do PSD aprovadas por larga maioria

Listas do PSD aprovadas por larga maioria

Apesar de todas as críticas, as listas de candidatos do PSD às legislativas foram aprovadas com larga maioria, com 67 votos a favor, 21 contra e seis abstenções.

Terminou o Conselho Nacional do PSD, que transferiu o congresso do partido para Santa Maria da Feira e foi dominado por críticas às listas de candidatos às legislativas, com Rui Rio a ser acusado de "saneamento político" e a ouvir reparos até de alguns dos seus apoiantes

Ao fim de três horas de discussão, as listas acabaram aprovadas por larga maioria. Tiveram 67 votos favoráveis, 21 contra e seis abstenções.

Trata-se de uma votação que Rui Rio considerou "expressiva", tendo em conta que perdeu os dois últimos Conselhos Nacionais.. "Conseguir 71% ou 72% era difícil pedir mais", destacou o líder do PSD, no final de uma reunião em que admitiu ter tido algum "barulho", "muito além do normal", vindo de quem não estava nas listas.

"As intervenções são quase todas de pessoas que não estavam nas listas. O barulho feito foi um pouco além do normal", admitiu Rui Rio, garantindo que se esforçou por fazer "renovação" e que quis tirar os deputados que estão no Parlamento "há 20, 30 e até 40 anos".

Reafirmando que se guiou pelos critérios da competência e da lealdade, o líder do PSD considerou ser impossível unidade com alguns críticos. "Não se consegue unidade com aqueles que estavam neste processo apenas pelas listas de deputados", atacou Rui Rio.

O mesmo exemplo de renovação será seguido nas listas de Rui Rio a apresentar no congresso de 17, 18 e 19 de dezembro. "Alguma renovação haverá mas convém não esquecer que a Comissão Política Nacional é o órgão executivo, da confiança do presidente do partido", ressalvou.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG