Exclusivo

Lu Yanan e Mouna aprenderam a gostar de celebrar o Natal

Lu Yanan e Mouna aprenderam a gostar de celebrar o Natal

Chinesa começou a comemorar a data quando casou com português. Síria decora a casa para os filhos e até já sabe fazer rabanadas.

Antes da chegada a Portugal nunca tinham celebrado o Natal com tudo o que manda a tradição: casa decorada, bacalhau na mesa da consoada e troca de presentes. Mas longe do país de origem - Lu Yanan é da China e Mouna Alousein é da Síria - aprenderam a dar significado ao "estar junto com a família" e até confessaram ser adeptas de "roupa-velha e rabanadas".

Foi "por amor" que Lu Yanan deixou há 17 anos Pequim, na China, e veio viver para o Porto. A antiga solista da Orquestra da China confessa que, embora a mãe seja budista, nunca se sentiu atraída por nenhuma religião e, por isso, também não festejava o Natal. Mas com o casamento, e a vinda para Portugal, rapidamente percebeu "que é a festa mais importante do ano".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG