O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Mãe de Dylan Silva aceita retomar apoio psicológico

Mãe de Dylan Silva aceita retomar apoio psicológico

Depois de ter dispensado acompanhamento que lhe era prestado pelo Exército, Lucinda voltou a ter consultas.

Lucinda Araújo, a mãe do militar Dylan Silva, de 20 anos, que morreu a 10 de setembro de 2016 num curso de comandos, retomou o apoio psicológico do Exército. Após ter dispensado as consultas, há cerca de três anos, e de se ter isolado para viver o luto, a mulher, de 49 anos, aceitou ter acompanhamento. Em setembro, o JN fez uma reportagem que assinalou o terceiro aniversário da morte de Dylan e encontrou a mulher a viver isolada, na companhia de animais domésticos, na sua residência em Gemieira, Ponte de Lima.

Na altura, Lucinda Araújo, disse: "Sinto que estou no fundo do poço. Tenho aguentado muito, mas agora estou exausta. Estou aqui, as coisas estão como o Dylan deixou e eu sinto que estou a precisar de ajuda. E que sozinha não vou conseguir". Referiu que estava sem apoios judiciário e psicológico e sem dinheiro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG