Sondagem

Maioria (85%) a favor do uso obrigatório de máscara na rua

Maioria (85%) a favor do uso obrigatório de máscara na rua

Lei que obriga a usar máscara na rua entrou em vigor esta quarta-feira e prevê coimas entre 100 e 500 euros. Quanto mais velhos os portugueses, maior é o apoio à medida, revela uma sondagem da Aximage para o JN e a TSF.

A grande maioria dos portugueses está alinhado com a decisão do Parlamento: 85% concordam de alguma forma com a obrigatoriedade do uso de máscara na via pública, sendo que 60% "concordam totalmente", em particular os cidadãos mais velhos (73% dos que têm 65 ou mais anos manifestam um apoio incondicional).

Segundo uma sondagem da Aximage para o JN e a TSF, esta é uma obrigação que não mudará os hábitos da maioria: 68% garantem que já utilizavam máscara na rua. E verifica-se que o nível de adesão cresce de forma simétrica com os escalões etários, ou seja, quanto mais velho o inquirido, maior é a probabilidade de já usar máscara na rua, chegando aos 80% entre quem tem 65 ou mais anos.

A lei, que impõe a obrigação do uso de máscara durante 70 dias (quando não for possível manter o distanciamento), e prevê coimas entre 100 e 500 euros, resultou de uma proposta do PSD e teve escassa oposição política: o BE e o PCP abstiveram-se e o deputado da Iniciativa Liberal votou contra. Pode concluir-se, através da análise dos resultados dos diferentes segmentos, que estão dessintonizados do seu eleitorado, uma vez que os inquiridos que votam nestes três partidos também estão de acordo, e de forma esmagadora, com a medida.

O único líder político que poderá dizer que está um pouco mais alinhado com o sentimento do seu eleitorado é André Ventura, uma vez que é entre os que votam no Chega que se destaca a maior oposição ao uso obrigatório de máscara (30%), bem como o reconhecimento de que não andam de máscara na rua (50%). Ressalve-se que o deputado único da Direita radical, apesar de se ter manifestado contra a obrigatoriedade, não estava presente no Parlamento quando se votou a proposta do PSD.

PUB

Ainda no que diz respeito ao cruzamento de dados relativos às fronteiras partidárias e ao uso de máscara na rua, percebe-se que são os eleitores de partidos como CDS (89%), PS (82%), CDU (78%) e PSD (77%) os que mais reconhecem que se anteciparam à obrigatoriedade da lei. Precisamente os partidos em que, de acordo com sucessivas sondagens, é maior a proporção de eleitores mais velhos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG