Covid-19

Mais 11 mortos, 366 infetados e 210 recuperados em Portugal

Mais 11 mortos, 366 infetados e 210 recuperados em Portugal

Portugal registou até esta quarta-feira 33261 casos de covid-19, com um aumento de 366 infetados em relação ao dia anterior. Há mais 11 mortes, num total de 1447, e mais 210 recuperados.

De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta quarta-feira, há mais 11 mortes por covid-19 em Portugal. Desde o início da pandemia, o novo coronavírus já matou 1447 cidadãos.

Em relação ao número de infetados, houve um aumento de 366 doentes nas últimas 24 horas (superior ao número de ontem, de 195). O número total de pessoas que contraíram SARS-Cov-2 no país ultrapassou as 30 mil (33261).

O número de doentes internados diminuiu: são agora 428, menos quatro do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 56 pacientes, menos dois do que no dia anterior.

Foram registadas, nas últimas 24 horas, mais 210 recuperações. O número total de pessoas consideradas curadas desde o início do surto em Portugal ultrapassou esta quarta-feira as 20 mil (20079).

Olhando para distribuição de casos pelo país, percebe-se que o foco da epidemia continua na região de Lisboa e Vale do Tejo, que contou com 335 dos 366 novos casos, o que representa 92%, contando com 11828 infetados no total. Dez das 11 mortes nas últimas 24 horas também foram registadas nessa região (91%), que conta um total de 380 vítimas mortais.

A região do Norte registou 15 novos casos (16804 no total) e apenas uma morte (796). O Centro contabiliza 12 novos infetados (3765 no total), mas sem novos óbitos (240). Alentejo mantém o mesmo número de casos (260) e de mortos (um). O Algarve conta com mais quatro infetados (376) e mantém o mesmo número de mortos (15). O arquipélago dos Açores tem mais um doente (138) e as mesmas vítimas mortais (15), enquanto na Madeira se registou menos um caso em relação ao dia anterior (90) e não há qualquer morte.

Portugal aguarda ainda os resultados de 1944 análises laboratoriais, mais 78 do que ontem. Há 28093 contactos em vigilância pelas autoridades de Saúde, mais 29 do que no dia anterior.

Há neste momento oito concelhos com mais de mil infetados. Lisboa é aquele que concentra o maior número de infetados do país, com um total de 2486 (mais 39 nas últimas 24 horas). Seguem-se os concelhos de Gaia, com 1580 casos (mais dois do que ontem), e Sintra, com 1400 (mais 45), que ultrapassa assim o Porto, com 1361 (mais três).

Matosinhos, com 1285 (mais quatro), Braga, com 1228 (mais três), Loures, com 1114 (mais 25), e Gondomar, com 1086 (mais três) são os restantes concelhos com mais de mil doentes.

Desde o início do surto, morreram 735 mulheres (mais cinco) e 712 homens (mais seis). Dos 1447 óbitos, 975 ocorreram na faixa etária acima dos 80 anos. Nota ainda para o registo de duas vítimas mortais na casa dos 20-29 anos e uma na dos 30-39.