O Jogo ao Vivo

Covid-19

Mais 1208 infetados e 16 mortes, número mais alto desde maio

Mais 1208 infetados e 16 mortes, número mais alto desde maio

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 16 vítimas mortais e 1208 novos casos de covid-19. Recuperaram mais 549 pessoas. No total, desde o início da pandemia, morreram 2110 pessoas e 89.121 foram infetadas.

Há, pelo sexto dia consecutivo, mais de mil novos casos de covid-19. Depois dos 1278 contágios registados na quinta-feira, dos 1394 de sexta, dos 1646 de sábado (número recorde desde o início da pandemia), dos 1090 de domingo e dos 1249 de segunda-feira, Portugal soma hoje 1208 casos novos. Há mais 643 doentes ativos face a ontem, de um total de 32.964, e mais 549 recuperados (de 54.047). No total, 89.121 pessoas estão ou já estiveram infetadas com o vírus - 48.555 mulheres e 40.566 homens.

59% dos novos casos a Norte

A região Norte é a que soma mais novos infetados (713, num total de 33 660), representando 59% dos mais recentes contágios - mais nove pontos percentuais do que ontem. Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo, com mais 340 casos, em 43.986, e a região Centro, onde há mais 94 infetados, em 7176. O Alentejo contabiliza mais 32 (em 1677) e o Algarve mais 24 (2025). O arquipélago da Madeira soma mais três infetados, com um total de 297, e nos Açores há mais dois casos, em 300.

Desde maio que não havia tantas mortes

Morreram em Portugal mais 16 pessoas - o número mais alto desde 20 de maio, quando se registou o mesmo número de óbitos - elevando para 2110 o número total de mortes por covid-19 (1057 homens e 1053 mulheres). Dez vítimas mortais foram registadas em Lisboa e Vale do Tejo, cinco no Norte e uma no Centro. Entre as vítimas mortais - nove homens e sete mulheres - uma tinha entre 60 e 69 anos, quatro entre 70 e 79 e onze 80 anos ou mais.

O número de internamentos continua a aumentar: há agora mais 39 pessoas em enfermaria (total de 916) e mais quatro em unidades de cuidados intensivos (132). Sob vigilância, estão 50.291 pessoas, mais 1447 face a ontem.

Outras Notícias