Balanço

Mais 16 mortes de covid-19, "erro de duplicação" faz baixar casos de infeção

Mais 16 mortes de covid-19, "erro de duplicação" faz baixar casos de infeção

Portugal regista, este sábado, 1023 óbitos de covid-19, mais 16 em 24 horas, e 1671 doentes recuperados, mais 24 do que na véspera.

Dos 16 novos óbitos, 14 são doentes covid-19 com mais de 80 anos, indicou a ministra da Saúde, Marta Temido, na apresentação do boletim epidemiológico sobre a evolução da pandemia em Portugal. A taxa de letalidade global é de 4,1% e a taxa de letalidade acima dos 70 anos é de 14,5%, indicou.

Marta Temido começou por dar conta de "um erro de duplicação" no registo dos casos de infeção confirmados, explicando que se refere a "um conjunto de 422 casos na região Norte" devido a "um problema de integração" nas plataformas de registo, que se espelha neste item desde 25 de abril. Assim, frisou, os 25190 casos de infeção confirmados no boletim deste sábado representam 203 novos casos em relação ao dia de sexta-feira - quando por erro foram indicados 25351 casos. "O número de ontem devia ter sido 24987", explicou.

Marta Temido sublinhou que "o apuramento de dados envolve várias operações manuais e os técnicos têm a rotina semanal de validação dos dados". Foi na verificação efetuada na sexta-feira "que se verificou que 422 casos duplicados não eram verdadeiros casos novos".

"Quando um caso confirmado laboratorialmente para SARS-Cov-2 não tem número de utente associado no registo, o sistema verifica se o nome e a data de nascimento correspondem ou não a um caso que já estivesse confirmado. O sistema considerou por defeito que eram novos casos", precisou ainda a ministra, assegurando que "os boletins entre 25 e 30 de abril serão agora corrigidos".

Em relação aos dados divulgados este sábado, registam-se 585 óbitos na região Norte, 206 na região centro, 205 em Lisboa e Vale do Tejo, 1 no Alentejo, 13 no Algarve e 13 nos Açores. Do total de 1023 mortos de covid-19, 691 têm mais de 80 anos.

PUB

855 doentes internados, dos quais 150 em cuidados intensivos, e 3761 pessoas aguardam ainda resultado laboratorial sobre a infeção pelo novo coronavírus. Os casos recuperados são 1671, mais 24 do que na véspera.

Na distribuição geográfica dos casos confirmados, os concelhos com mais de mil infetados são Lisboa (1567), Vila Nova de Gaia (1413), Porto (1247), Matosinhos (1149), Braga (1086) e Gondomar (1012).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG