Boletim DGS

Mais 5784 infetados e 48 mortes por covid-19 em Portugal. Doentes internados disparam

Mais 5784 infetados e 48 mortes por covid-19 em Portugal. Doentes internados disparam

Portugal registou, este domingo, 48 mortes por covid-19, para um total de 2896. O número de casos desceu para 5784, após dois dias consecutivos de novos máximos, mas o número diário de doentes internados disparou: são mais 102.

Após dois dias de máximos diários de casos, com 5500 na sexta-feira e mais de 6500 no sábado, este domingo foram assinaladas 5784 novas infeções, com o acumulado de 179.324 de doentes vítimas da infeção provocada pelo vírus da SARS-CoV-2.

A letalidade da doença mostrou-se particularmente agressiva esta semana, com novos e negros máximos de óbitos. Nas últimas 24 horas, segundo a DGS, morreram mais 48 pessoas por causas associadas à covid-19, para um acumulado de 2896 desde que a pandemia fez a primeira vítima mortal em Portugal, a 16 de março, 14 dias depois de serem conhecidos os primeiros casos.

Do total de infetados, 76. 647 correspondem a doentes ativos, dos quais 3702 foram registados até à meia-noite. Com mais 2034 recuperações, o total de recuperados sobe para 99.781.

Depois de, no sábado, o número de doentes internados ter descido, hoje volta a aumentar: há mais 102 pacientes nos hospitais portugueses (2522 no total). Nas Unidades de Cuidados Intensivos há mais 12 infetados para um total de 378.

PUB

Das 5784 novas infeções diárias, 3923 são no Norte, onde já foram registados, ao todo, 86.284. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 1073 novos infetados, em 68.798, e depois a região Centro, onde há mais 590 casos, em 16.347.

O Alentejo soma mais 91 casos (em 3452) e o Algarve mais 74 (em 3441). O arquipélago da Madeira soma mais 13 infetados, com um total de 547, e nos Açores há mais 20 casos, em 455.

O boletim deste domingo da Direção-Geral da Saúde (DGS) dá ainda conta de 48 óbitos nas últimas 24 horas: 21 mulheres e 27 homens. Além do maior número de novos casos, o Norte registou igualmente a maior parte dos óbitos: 27. Em Lisboa e Vale do Tejo registaram-se 14, no Centro quatro, no Alentejo duas e no Algarve uma.

A grande maioria das vítimas (27) tinha 80 anos ou mais - 12 homens e 15 mulheres. Com 70 a 79 anos, morreram 13 pessoas (sete homens e seis mulheres) e ainda cinco homens na faixa etária dos 60-69 e três homens na faixa dos 50-59.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG