Pandemia

Mais 71 mortes por covid-19 no domingo com menos casos desde 1 de novembro

Mais 71 mortes por covid-19 no domingo com menos casos desde 1 de novembro

Portugal somou 3334 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o registo mais baixo a um domingo desde 1 de novembro. Morreram mais 71 pessoas.

Segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde, foram registados 3334 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de infeções para 374121 desde o início da pandemia, a 2 de março. Com mais 71 mortos, são agora 6134 o total de vítimas da doença associada ao SARS-CoV-2 em Portugal.

O número de pessoas internadas subiu, voltando a superar o registo dos três mil. Com as 54 pessoas hospitalizadas nas últimas 24 horas, são agora 3027 os doentes em enfermaria, ao passo que os doentes em unidades de cuidados intensivos são 483, menos dois que no sábado.

Segundo o boletim da DGS, há 297233 pessoas recuperadas da doença, mais 2419 nas últimas 24 horas. No total, há 70754 casos ativos da doença, mais 844 que os reportados no sábado. Os contactos em vigilância subiram em 3088, para 82591.

Vítimas mortais tinham todas mais de 60 anos

As vítimas mortais são, na maioria, idosos, dos quais, 49 (23 homens e 26 mulheres) tinham mais de 80 anos - 69% do total diário, uma percentagem superior à média total para este escalão, que concentra 67% do total de óbitos desde o início da pandemia, representado em 4140 vidas perdidas, 1890 no masculino e 2250 no feminino.

PUB

Num dia sem vítimas mortais com menos de 60 anos, o escalão dos 70-79 registou 16 óbitos, 10 homens e seis mulheres, sensivelmente 22% do total diário, um pouco acima dos 20% de média total, que representam a morte de 1249 pessoas nesta faixa etária - 779 do sexo masculino e 470 do feminino.

As outras seis vítimas mortais reportadas este domingo tinham entre 60 e 69 anos - dois homens e quatro mulheres, o que equivale a 8% do total diário, percentagem similar à global, representada pela perda de 511 vidas desde o início da pandemia nesta faixa etária (365 homens e 146 mulheres).

No segundo dia com menos de 80 mortos numa semana, a Região Norte (RN) reportou 25 óbitos, o número mais baixo desde 21 de novembro, quando foram anotadas 24 vítimas mortais na zona mais setentrional do país, que registou, até ao momento, 2898 mortes (47% do total nacional de 6134).

A Região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) registou, também, um decréscimo do número de vítimas, para 22, número mais baixo dos últimos 11 dias. No total, perdeu 2113 vidas desde o início da pandemia (34% do total).

A Região Centro destoa das descidas nas zonas mais afetadas do país, Norte e LVT, ao duplicar o número de óbitos, dos 10 de sábado para 21 este domingo. No total, foram levadas 866 almas da região desde o início da pandemia, 14% do total.

O registo de letalidade nas últimas 24 horas fica completo com o registo de duas vítimas mortais no Alentejo, tantas como no sábado, com o total a ascender a 164.

Num dia sem óbitos reportados nas ilhas, mantendo-se os 21 dos Açores e os oito da Madeira, o Algarve reportou mais uma vítima mortal. São, agora, 64 as vidas perdidas na região mais a sul do território continental.

Domingo com menos casos desde 1 de novembro

Os 3334 casos confirmados nas últimas 24 horas representam um decréscimo de 501 infeções relativamente a sábado e compõem o domingo com menos registos da doença desde 1 de novembro, o mês que acabaria com mais de 150 mil infeções reportadas, mais do dobro de outubro. Dezembro vai, ao dia 20, em 76060 notificações oficiais da doença associada à SARS-CoV-2.

A Região Norte (RN) acumulou mais 1505 casos (45% do total diária), em linha com o registo de sábado (1489), no domingo com menos infeções anotadas desde 25 de outubro. O acumulado na zona mais setentrional do país vai em 194052, o que corresponde a 51% do total nacional, desde que a pandemia entrou no país.

A segunda região mais afetada a nível nacional, com 120724 infeções (32% do total nacional), Lisboa e Vale do Tejo, anotou, este domingo, 979 casos, o número mais baixo dos últimos cinco dias, que corresponde a 29% do total diário.

No centro, as contas, com cifras diferentes, fazem-se da mesma forma. Os 543 casos deste domingo representam o número mais baixo dos últimos cinco dias, embora um pouco acima dos 520 registados no domingo passado. No global, a Região Centro (RC) já reportou 40891 infeções, que corresponde a 12% do total nacional.

O Alentejo manteve-se, pelo terceiro dia consecutivo com registos na ordem dos 200 casos, anotando 206, que se seguem aos 256 de sábado e 195 de sexta-feira. Um número que é superior ao dobro do domingo passado (145), com a contagem total, agora, a superar os nove mil casos (2,7% do total nacional).

No Algarve os números mantêm-se na casa dos 60 casos pelo quinto dia consecutivo. Com as 63 infeções reportadas, os concelhos do extremo sul de Portugal acumulam 6589 casos desde o início da pandemia - menos de 2% do total nacional.

Nas ilhas, destaque para a quebra do número de casos nos Açores, para sete, o registo mais baixo desde 16 de novembro, com o acumulado a cifrar-se, agora, em 1558.

Em sentido inverso, a Madeira anotou o sétimo dia seguido com números na casa dos dois dígitos, 31, depois dos 36 de sábado. No total, a "Pérola do Atlântico" reportou 1239 infeções desde o início da pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG