Exclusivo

Mais alunos vão poder reservar refeições nas escolas

Mais alunos vão poder reservar refeições nas escolas

Agrupamentos receberam luz verde para comprar máscaras para o 3.º período, incluindo alunos do 1.º ciclo.

Em contagem decrescente para dia 11, quando será anunciado o plano de desconfinamento que pode começar pelas escolas, mais alunos vão poder reservar refeições em regime de takeaway. Os diretores garantem que as escolas têm condições para alargar o serviço aos alunos abrangidos pelo escalão C da Ação Social Escolar e receber os filhos de professores em estabelecimentos de acolhimento. Medidas aprovadas pelo Parlamento e que os dirigentes consideram "positivas".

"Em escolas que gerem as suas cantinas basta convocar mais funcionários que, neste momento, estão a trabalhar de forma rotativa", assegura Manuel Pereira, presidente da Associação de Dirigentes Escolares (ANDE). Enquanto Filinto Lima, presidente da Associação de Diretores (ANDAEP), explica que em cantinas contratualizadas "também não há problema pois as empresas confecionam a comida e depois distribuem as refeições pelas escolas consoante os pedidos". Esta semana estão a ser servidas mais de 45 mil refeições diárias nas escolas, cerca de 40% das que eram servidas em janeiro, quando as escolas estavam abertas, revelou o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, ao JN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG