Ensino Superior

Mais de 100 mil estudantes pediram bolsa de estudo

Mais de 100 mil estudantes pediram bolsa de estudo

Mais de 100 mil estudantes pediram bolsa no Ensino Superior. É mais um recorde batido este ano, após o número de candidaturas e de entradas no concurso nacional de acesso. De acordo com o site da Direção-Geral de Ensino Superior, foram deferidos até esta quinta-feira 21820 pedidos de bolsa (21,6%) e indeferidos 2991 (3%).

Só no mês de novembro já foram entregues pelos estudantes 1552 requerimentos. Desde junho, foi em setembro e agosto que foram feitos mais pedidos: 48857 e 26261. Comparativamente com os anos anteriores é o valor mais alto de pedidos, pelo menos, desde 2016.

Numa audição no Parlamento, no final de outubro, o ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, Manuel Heitor, alertava que o maior problema na análise das candidaturas era o facto de faltar informação ou documentação a cerca de 45 mil pedidos. De acordo com a atualização feita esta quinta-feira pela DGES dos pedidos entregues e validados pelos serviços (98601) falta informação ou documentação a 34884 candidaturas - 35%, um valor superior ao de bolsas deferidas (21820) que é de 21,6%.

Na Universidade do Porto, por exemplo, que mais requerimentos recebeu - 7639, foram deferidos 2397 (31,4%), recusados 349 (4,6%) e falta informação a 1898 candidaturas (24,8%).

Os estudantes, recorde-se, podem candidatar-se a bolsa em qualquer momento do ano letivo para acautelar, por exemplo, situações de desemprego e consequente alteração dos rendimentos do agregado familiar. Aliás, face a alterações nos rendimentos, os bolseiros também podem pedir a reapreciação dos seus apoios.

Outras Notícias