Exclusivo

Mais de 1600 pessoas acederam a medicamento que previne o VIH

Mais de 1600 pessoas acederam a medicamento que previne o VIH

Consultas de Profilaxia Pré-Exposição alargadas a mais três hospitais. Norma para acesso a fármaco está a ser revista e poderá abranger jovens.

Mais de 1600 pessoas em risco de contrair a infeção por VIH já acederam às consultas de profilaxia pré-exposição (PrEP), iniciadas em 2018. A rede com 20 hospitais prescreve a toma de um medicamento que reduz a possibilidade de transmissão do vírus em mais de 90%. Este ano, a resposta foi alargada a mais três unidades: os centros hospitalares do Oeste, de Trás-os-Montes e Alto Douro e o hospital Amadora-Sintra.

Os dados da Direção-Geral da Saúde baseiam-se num inquérito feito, até maio, aos hospitais. Segundo a coordenadora do Programa Nacional para as Infeções Sexualmente Transmissíveis e VIH, está a ser revista a norma que regula o acesso à terapêutica, estando a ser estudada a possibilidade de alargar as consultas de PrEP a jovens. Atualmente, a norma recomenda essa resposta para adultos, embora já exista uma consulta organizada para jovens no Hospital de D. Estefânia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG