Petição

Mais de 17 mil contra a alteração de idade para assistir a touradas

Mais de 17 mil contra a alteração de idade para assistir a touradas

Uma petição contra a alteração da idade para assistir a touradas, de 12 para 16 anos, conta com mais de 17 mil assinaturas, divulgou a ProToiro - Federação Portuguesa de Tauromaquia, que acusa o Governo de censura contra o setor.

"O Governo aprovou a alteração da classificação etária dos espetáculos tauromáquicos, interferindo na liberdade de menores e pais, numa atitude censória e ilegal que não pode ser tolerada", lê-se na nota da ProToiro.

Consultada pela agência Lusa, a petição registava, esta sexta-feira às 19.30 horas, 17.522 signatários.

"Desta vez, o Governo do PS negociou os direitos e liberdades das crianças e pais, a troco do voto favorável do PAN no Orçamento do Estado, algo que não pode acontecer numa democracia", acrescenta a federação.

A idade mínima para assistir a uma tourada em Portugal vai passar de 12 para 16 anos, decidiu na quinta-feira o Conselho de Ministros.

Esta medida surge na sequência do relatório do Comité dos Direitos da Criança das Nações Unidas de 27 de setembro de 2019, que defende "o aumento da idade mínima para assistir a espetáculos tauromáquicos em Portugal", explicou o Governo no comunicado com as decisões tomadas na quinta-feira pelo Conselho de Ministros.

PUB

Os 16 anos são também a idade mínima para "o acesso e exercício das atividades de artista tauromáquico e de auxiliar de espetáculo tauromáquico", acrescentou o Governo no comunicado.

O comité das Nações Unidas para os Direitos das Crianças tinha recomendado a Portugal a alteração da idade mínima para assistir a touradas para os 18 anos.

Na sequência desta decisão, a ProToiro criou uma petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG