Incêndios

Mais de 1700 operacionais a combater 12 grandes fogos

Mais de 1700 operacionais a combater 12 grandes fogos

Mais de 1700 operacionais combatiam ao início da noite os 12 incêndios florestais mais significativos em território nacional.

No distrito de Aveiro continuavam em curso, pelas 19.50 horas, dois incêndios considerados "ocorrências importantes" no site da Autoridade Nacional de Proteção Civil, ou seja, que já duram há mais de três horas e mobilizam mais de 15 meios de socorro.

Em Águeda, 298 operacionais, apoiados por 99 viaturas e dois meios aéreos, combatem um fogo que deflagrou cerca das 4 horas desta segunda-feira na localidade de Préstimo, enquanto em Arouca as chamas começaram a lavrar ao final da tarde de sábado em Provisende de Cima e mobilizam agora 255 operacionais, 90 veículos e dois meios aéreos, tendo-se já propagado ao concelho vizinho de Vale de Cambra.

O terceiro incêndio com mais operacionais (232, apoiados por 79 viaturas e dois meios aéreos) decorre no concelho de Barcelos, no distrito de Braga. As chamas deflagraram em Tamel no domingo à tarde.

No distrito de Viseu lavram quatro incêndios considerados "ocorrências importantes", nos concelhos de Nelas, Mangualde, Viseu e Cinfães. No total, estão mobilizados no distrito 419 elementos das forças de segurança e socorro, além de 103 viaturas e dois meios aéreos.

No distrito de Faro, no concelho de Silves, 207 elementos combatem as chamas, com o apoio de 68 meios terrestres e quatro aéreos.

No distrito da Guarda, há dois fogos florestais relevantes, em Gouveia e Trancoso, e as operações envolvem um total de 168 homens, 56 viaturas e dois meios aéreos.

PUB

Algumas dezenas de elementos estão ainda a tentar apagar as chamas nos concelhos de Vila Nova de Cerveira (distrito de Viana do Castelo) e Gondomar (Porto).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG