O Jogo ao Vivo

Menores

Mais de 200 processos por cada técnico

Mais de 200 processos por cada técnico

Apesar da alocação de mais pessoas, as comissões de proteção continuam a revelar falta de recursos humanos e de estabilidade.

Há comissões de proteção de crianças e jovens em risco (CPCJ) em que cada técnico tem mais de 200 processos em mãos. As regras mudaram com este Governo, mas o cenário permanece difícil. "O pessoal continua em número insuficiente" e "não há estabilidade nas equipas", dizem alguns representantes. Verifica-se, ainda, que saíram recursos humanos das que têm menor volume processual, mas nem sempre entraram nas que estão a rebentar pelas costuras. E isto tem acontecido, por exemplo, com a alocação dos professores.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG