Premium

Mais de 30 mil funcionários de lares não podem trabalhar

Mais de 30 mil funcionários de lares não podem trabalhar

Cerca de 40% dos funcionários dos lares das instituições particulares de solidariedade social (IPSS) e das estruturas residenciais das misericórdias estão em casa a prestar assistência à família, admitiu o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Ao todo, serão cerca de 31 mil os funcionários que deixaram as suas funções, numa altura em que a União das Misericórdias e a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) continuam a clamar por mais recursos humanos e equipamentos de proteção individual para fazer face à Covid-19. O número de mortos e infetados nas instituições de terceira idade não pára de aumentar.