Exclusivo

Mais de 300 homicídios por negligência nas estradas num só ano

Mais de 300 homicídios por negligência nas estradas num só ano

Crime rodoviário ainda é dominado pela condução sob o efeito do álcool ou sem carta. Muitos, porém, não chegam a tribunal ou são absolvidos.

As 520 mortes na estrada deram lugar a 322 processos por homicídio por negligência, em 2019. Ou seja, em mais de metade dos desastre com mortes, o Ministério Público encontrou indícios de responsabilidade criminal. No global, o crime rodoviário baixou, mas continua a dominar o panorama: as forças de segurança anotaram 76 crimes rodoviários por dia.

Quando alguém morre num acidente de viação, as forças de segurança são chamadas para apurar o sucedido. Na área de intervenção da PSP, essa tarefa cabe ao Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação, o NICAV. Sérgio Figueiredo, da sociedade de advogados Raposo, Sá Miranda & Associados, explicou ao JN que a morte é sempre comunicada ao Ministério Público, não só para que ordene uma autópsia, mas também porque instaura sempre um inquérito para saber se houve responsabilidade criminal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG