O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Mais de 3400 doentes foram internados e tratados em casa até setembro

Mais de 3400 doentes foram internados e tratados em casa até setembro

Programa funciona em 29 hospitais e cresceu 800% desde janeiro. Tutela quer alargar resposta à pediatria e oncologia.

O Hospital Dr. Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) é o mais recente a avançar com o programa de hospitalização domiciliária, aumentando para 29 o número de unidades com esta valência. Até setembro, foram internados em casa 3476 doentes para receber parte ou até a totalidade do tratamento hospitalar, adiantou ao JN o diretor do Programa Nacional de Hospitalização Domiciliária, Delfim Rodrigues, o que significa um acréscimo de 800% desde janeiro (até ao início de 2020, apenas 385 doentes tinham sido internados ao abrigo da hospitalização domiciliária).

Segundo o responsável, a covid-19 contribuiu para que os hospitais "aumentassem bastante a atividade" da hospitalização domiciliária, dando assim o seu contributo na libertação de camas. Como aconteceu com o Amadora-Sintra, que lançou o serviço em plena segunda vaga da pandemia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG