O Jogo ao Vivo

Covid-19

Mais de 400 enfermeiros já responderam ao apelo

Mais de 400 enfermeiros já responderam ao apelo

Os enfermeiros continuam a responder em força ao apelo lançado há um dia no sentido de prestarem serviço na linha SNS 24. Mais de 400 já se disponibilizaram, segundo disse ao JN a Ordem dos Enfermeiros, que pediu a colaboração de profissionais com experiência na linha e de especialistas em saúde comunitária e pública devido ao surto do Covid-19.

A Ordem dos Enfermeiros pretende entregar até ao final do dia uma lista inicial ao Ministério e à Direção-Geral da Saúde no sentido de resolver as falhas rapidamente. O apelo lançado quarta-feira surgiu na sequência de uma reunião com o secretário de Estado da Saúde e com o operador privado.

Neste caso, o apelo urgente foi específico para aqueles que já tiveram experiência com a linha de atendimento SNS 24 e que hoje não exercem funções, e também para os profissionais especialistas em enfermagem de Saúde Comunitária e Saúde Pública.

O objetivo é que possam "colaborar junto da Linha de Saúde 24", através de uma "prestação de serviços com a própria linha", adiantou na ocasião Luís Filipe Barreira, vice-presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Enfermeiros.

Por sua vez, a ministra da Saúde revelou no Parlamento que a linha iria ser reforçada já a partir de sexta-feira com 81 enfermeiros para responder ao aumento de chamadas devido ao surto de Covid-19.

No caso dos médicos, o apelo lançado pela Ordem já tinha ao final da tarde de quarta-feira 1400 respostas positivas, conforme noticiou o JN, aguardando-se novo balanço. A Ordem dos Médicos fez dois apelos, um para reforçar os serviços médicos no combate ao Covid-19 e outro para a linha de apoio ao médico.

Outras Notícias