Premium

Mais de 600 mil sujeitos a novas regras de horários em Lisboa e Porto

Mais de 600 mil sujeitos a novas regras de horários em Lisboa e Porto

Governo quer também turnos desfasados nos locais com mais de 50 trabalhadores. Sindicatos insistem que mudanças têm de ser negociadas.

São mais de 600 mil aqueles que poderão ficar sujeitos a alterações de horário em resultado das novas regras de organização do trabalho que o Governo pretende que sejam obrigatórias nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, para limitar a concentração de trabalhadores em transportes públicos.

As mudanças deverão abranger empresas e serviços públicos com mais de 50 trabalhadores, excluindo PME e pequenas organizações. Aquelas empregam, nas grandes áreas metropolitanas, 630 610 trabalhadores, dois terços dos quais na Grande Lisboa, segundo os dados do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG