Exclusivo Edição Impressa

Mais de 70 mil doentes sem vaga nos cuidados paliativos

Mais de 70 mil doentes sem vaga nos cuidados paliativos

Entre 71 mil e 85 mil portugueses necessitam destes cuidados. Em 2017, terão chegado a 12 mil.

Entre 69 a 82% dos doentes que morrem no nosso país necessitam de cuidados paliativos. Mas mais de 80% não os têm porque as respostas são insuficientes. Os maiores hospitais do país, Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa incluído, não têm unidades de internamento. Oito dos 18 distritos não têm qualquer equipa domiciliária. E mais de 70 mil doentes continuam sem acesso a esses cuidados. Faltam recursos humanos e materiais. Faltam horas nos hospitais destinadas a estes cuidados. Faltam equipas em várias zonas do país. E falta formação orientada para um setor tão específico.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Outros Artigos Recomendados