Exclusivo

Mais de seis mil famílias esperam casa no Grande Porto

Mais de seis mil famílias esperam casa no Grande Porto

Maia e Gaia são os concelhos com mais pedidos. Municípios preparam reforço de apoios às rendas e do parque habitacional.

Cerca de 6400 famílias estão à espera de habitação na coroa da Área Metropolitana do Porto, um aumento de 16% face ao ano passado. Os concelhos com a maior lista de espera são a Maia e Gaia que, juntos, têm mais de quatro mil pedidos pendentes. As Autarquias admitem estar a reforçar e a preparar novos apoios ao arrendamento prevendo-se, inclusive, o aumento do parque habitacional para fazer face às necessidades. Dos seis concelhos contactados, Porto, Matosinhos, Maia, Gaia, Valongo e Gondomar, só os primeiros quatro responderam ao JN.

Não ter casa ou estar perto de a perder é uma angústia, e a situação complica-se perante o valor atual das rendas. A única hipótese é pedir a ajuda da Câmara. Quem o diz é Maria Brandão, 59 anos, que em janeiro terá de sair da casa onde vive há uma década, na Rua da Torrinha, no Porto, porque o senhorio cessou o contrato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG